Análise de Ahrefs & Tutorial: Como Criar Conteúdo Relevante & Criar Links Que Contam

Ahrefs Guida

Análise de: Ahrefs

Uso: SEO e visão das redes sociais

Eficácia

Vai aprender MUITO e tomar as melhores decisões de marketing Preço

Não é barato, mas vale a pena o dinheiro

Fácil utilização

Necessita de alguma adaptação, mas grande

Apoio

Grandes respostas, mas alguns atrasos.

Gostamos

  • Explorador do Site detalhado
  • Explorador de Conteúdo para encontrar novas ideias
  • Rank de rastreamento e relatórios crawl
  • A melhor ferramenta de palavras-chave no mercado

Não Gostamos

  • Um pouco no lado mais caro

Resumo: O Ahrefs é o mais próximo que pode chegar de uma ferramenta ‘essencial’, se você for um comerciante de conteúdo rigoroso e sério ou SEO. Vai dar-lhe uma série de informações sobre os seus concorrentes e tomará decisões de marketing muito melhores.

Para o ajudar a compreender como a pesquisa da concorrência pode ser útil para encontrar novas oportunidades, eu fiz esta análise que aborda todos os recursos do Ahrefs. Se estiver interessado no marketing, vai aprender muito com ela.

Aproveite!​

Desde $99/mês (cerca de 85,03 €)

Criar conteúdo é essencial para haver tráfego. Os dados do HubSpot mostram que quanto mais conteúdo você publicar, mais tráfego receberá.

fonte Hubspot

No entanto, a verdade é que nem todos os conteúdos são bem-sucedidos, muito longe disso. E se você está no negócio, sabe que criar (ótimo) conteúdo não é barato.

Contudo, as pessoas continuam a insistir postagem após postagem na esperança de que de 20, talvez um par resulte.

Cerca de 80% do seu tráfego virá de 20% do seu conteúdo. Como com a maior parte das coisas, o Princípio de Pareto também se aplica aqui.

Digo isto pela experiência: mesmo depois de criar dezenas de postagens para o Health Ambition, apenas alguns artigos representam realmente a maior parte do nosso tráfego. ​

Como comerciante, o seu trabalho é melhorar a ‘taxa de sucesso’ do seu conteúdo. Você nunca consegue garantir que uma postagem tenha sucesso, mas com a visão certa, pode criar conteúdo que tenha maiores possibilidades de obter partilhas e tráfego de pesquisas.

É aqui que uma ferramenta como o Ahrefs é útil.

O Ahrefs é um conjunto abrangente de ferramentas de redes sociais e SEO que o ajudam a entender melhor o seu conteúdo e o dos seus concorrentes.

Tenho estado a utilizá-lo há algum tempo e é uma das minhas ferramentas de marketing preferidas.

E aqui no Authority Hacker, estamos empenhados em ajudá-lo a aproveitar ao máximo o seu tempo e dinheiro, pensei que seria apropriado analisar esta ferramenta de inteligência de marketing.

Bem-vindo ao seu novo painel de entrada de marketing:)

Como sempre, não lhe vou vender a ferramenta. Em vez disso, vou mergulhar profundamente no seu conteúdo e nos dos seus concorrentes e na razão pela qual precisa de ter visão.

Ao fazê-lo, vou ampliar as táticas individuais que pode usar no seu site com esses recursos. Vou terminar com alguns casos de estudo da vida real sobre os resultados do software.​

Os links para o Ahrefs nesta análise correspondem a links de afiliados, por isso, se aprendeu algo útil e está interessado na ferramenta, pode comprar através deles para apoiar o site.

Vamos mergulhar!

Porquê que Precisa de uma Visão de Marketing?

Como pensa que se sairia se eu lhe pedisse para atirar a um alvo de olhos vendados?

E se eu antes também o fizesse girar algumas vezes, pensa que se conseguia orientar?

É exatamente isto que acontece no marketing sem visão. Claro, está a colocar conteúdo orientado com palavras-chave, mas não sabe o que realmente funciona para si ou para os seus concorrentes.

Existem inúmeras razões pelas quais precisa de visão de marketing, mas as quatro mais importantes que consigo pensar, são:

​1. Fique atento à concorrência

Que tipo de conteúdo criam os seus concorrentes? Como funciona na pesquisa e nas redes sociais? Que palavras-chaves lhes trazem grandes lucros?

Encontrar respostas para todas estas questões vai ajudá-lo a criar conteúdo que realmente receba tráfego. Se verificar que uma determinada palavra-chave proporciona muitos visitantes ao seu concorrente, pode ter a certeza de que segmentação de palavras-chave similares fará o mesmo por si.

2. Encontre novas ideias de conteúdo

Saber que tipo de conteúdo realmente recebe partilhas e tráfego de pesquisa irá ajudá-lo a encontrar ideias para o seu próprio site.

Por exemplo, se vir as postagens baseadas em listas que visam grupos de interesse específico (como as postagens “10 Things Only Gamers Will Understand” que vê no Buzzfeed) obtém muitas partilhas, pode criar mais conteúdo de forma semelhante e obter uma parte do tráfego.

Utilizei esta tática várias vezes tanto aqui como em Health Ambition com grande sucesso.

3. Crie links e aumente as partilhas

Que websites estão ligados aos seus concorrentes? Que tipo de conteúdo obtém a maioria dos backlinks? Quem partilha o conteúdo dos seus concorrentes nas redes sociais?

Depois de ter obtido resposta a estas questões, torna-se muito mais fácil criar backlinks. Por exemplo, se você verificar que um concorrente ganhou um link de uma página ‘Recursos’, há uma boa oportunidade de você entrar e obter também um backlink.​

4. Relacione-se com pessoas que promovem o seu conteúdo

As pessoas que partilham, retuitam e gostam do seu conteúdo são os seus ativos mais importantes. Se conseguir descobrir quem são essas pessoas e relacionar-se com elas, pode multiplicar a sua rede. ​

Os Perigos de Investir em Ferramentas de Informação

Olhe, o Ahrefs é uma ferramenta fantástica, ao ponto em que é a ÚNICA ferramenta de SEO e de marketing de conteúdo que utilizamos aqui no Authority Hacker porque faz tudo o que queremos.

Mas há uma coisa que ela não faz: não faz o trabalho por si.

Este é o principal problema quando investe em ferramentas de análise e pesquisa do mercado. Tudo o que fazem é dar informação e dados.

Esses dados têm um valor incalculável para quem saiba lê-los mas o mais importante é realizar ações com base neles.

Já vi muita gente comprar este tipo de ferramentas com grandes intenções, mas depois não fazem nada com os dados obtidos.

Estas pessoas gastaram uma enorme quantidade de dinheiro mas os seus negócios não beneficiaram nada com isso.

Não seja uma dessas pessoas.

Se comprar o Ahrefs ou qualquer ferramenta de análise / pesquisa de mercado, TAMBÉM precisa de definir tempo para se treinar (e/ou a sua equipa) a usá-la e mais tempo para tratar a informação extraída.

Nesta publicação, vou ensinar-lhe coisas como:

  • Como multiplicar 5-10x a taxa de sucesso do seu conteúdo com a Ahref​s.
  • Como fazer a pesquisa de palavras-chave num sopro
  • Como encontrar toneladas de oportunidades de construção de links white hat (refere-se a práticas que estão de acordo com as diretrizes dos motores de busca), para que finalmente possa abandonar esses PBN (Rede de Blogues Privados) malcheirosos.
  • Entender como os seus concorrentes chegaram onde estão e como imitá-los.

e mais. Mas a verdade é que se não arranjar tempo para realmente fazer as coisas que aprende que deve fazer com o Ahrefs, não fará nada além de tirar o seu dinheiro, mensalmente.

Bem, penso que ainda está a ler, quer aprender a fazer todas estas coisas utilizando o Ahrefs então vamos começar (com algumas renúncias).​

Para Quem Não é o Ahrefs?

O Ahrefs é uma ferramenta magnífica mas não é para todos. Se você se inserir numa das quatro categorias abaixo, fará melhor evitar completamente o Ahrefs.

1

Bloguistas Ocasionais

Como bloguista ocasional, não vai tirar muito proveito de uma visão profunda do seu conteúdo. Além disso, é pouco provável que obtenha lucros com essa visão.

2

Pioneiros de Mercado

Não pode ter dados sobre um segmento de mercado se ele não existir. Se estiver num mercado completamente novo (digamos, Uber), não verá muita utilidade na Ahrefs.

3

Comerciantes com Orçamento Baixo

A  $99/mês (cerca de 85,03 €) para a plano Lite, a Ahrefs não é barata. Se o seu orçamento de marketing for baixo, pode obter melhores resultados investindo no conteúdo.

4

Sites com Atualizações pouco Frequentes

Se você é um desses webmasters que raramente atualiza o site, a Ahrefs não é para si.

Análise Vídeo do Ahrefs e Visão Geral

O que há no Ahrefs?

Todas as outras ferramentas que analisámos até agora – a BuzzsumoBuzzstream, e Thrive Content Builder – são ferramentas autónomas e de uma única função.

O Ahrefs é um pouco diferente:

No passado e durante muito tempo costumava ser apenas um índice de links e era muito bom nisso. Historicamente tem lutado contra o Majestic SEO para ser o melhor índice, enquanto o Moz esteve sempre atrás em tamanho e precisão.

Mas. Recentemente, a empresa expandiu MUITO as funcionalidades do software, transformando-o num verdadeiro tudo em um, uma ferramenta de marketing SEO/Entrada/Conteúdo.

Tenho a certeza de que foram buscar muitas ideias à concorrência, mas é assim que o negócio funciona e o Google ou a Apple não vão discutir isso.​

Atualmente, o Ahrefs é uma das 2 únicas ferramentas SEO que temos para todos os nossos sites. Substituiu tudo o resto exceto o que o Buzzstream faz para divulgação.​

Deixe-me mostrar-lhe o conteúdo da ferramenta e, o mais importante, como a utilizamos para executar o marketing de conteúdo para os nossos sites.

Siga o guia!​

1. Relatório de Rastreamento

Depois de adicionar o seu site à Ahrefs, pode ver um relatório de rastreamento que lhe irá dizer o desempenho do seu site a partir da perspetiva de um motor de busca.

Por exemplo, pode clicar em ‘Desempenho’ no painel esquerdo e classificar as páginas pelo tempo que demora a rastreá-las.

Um tempo de rastreamento elevado significa que há algo errado com a página. Isto é negativo para os usuários e para o SEO uma vez que o Google coloca um premium na velocidade do site.

Leia também: O guia não tecnológico para a otimização da velocidade do site​

Também pode utilizá-lo para encontrar páginas com erros 4xx (tal como os erros 404) e corrigir as partes quebradas do seu site com muita facilidade.

Páginas em falta e códigos de erro são negativos para os seus usuários. Se as pessoas não conseguem encontrar o conteúdo que procuram, pode apostar que o Google não vai ficar muito feliz com a situação.

Um elevado número de páginas com o erro 404 pode ter um impacto negativo no SEO, por isso, é sempre boa ideia removê-las ou corrigi-las o mais rapidamente possível.

Porém, o recurso mais útil é a capacidade de analisar, num relance, todo o conteúdo. Este recurso ajuda-o a encontrar títulos duplicados, descrições meta em falta, múltiplos tags H1 numa página, este pequeno 1% Onpage SEO pode fazer a diferença e é facilmente corrigível.

Gosto de pensar nisso como o relatório de rastreamento das ferramentas do Google Webmaster sobre esteroides com filtragem útil e opções de exportação que aceleram as coisas tremendamente.

2. Classificação do Rastreador

Ahrefs classifica o rastreador numa análise profunda

Esta ferramenta ajuda-o a acompanhar uma lista de palavras-chave alvo. Pode acompanhar o progresso do seu site até 250 palavras-chave com o plano Lite e 750 palavras-chave com o plano Standard.

Também pode ver como os seus rankings para uma determinada palavra-chave progridem ao longo do tempo.

Pode instruir o Ahrefs para lhe enviar um relatório semanal ou diário dos seus rankings. Penso que poupa horas todos os meses em relatórios manuais.

É particularmente útil se você tiver muitos sites ou oferecer serviços SEO. Além disso, o Ahrefs permite-lhe acompanhar os seus rankings em vários locais (a nível do país) tanto para o desktop como para o telemóvel.

Ainda não é perfeito, mas dá uma ideia da pobreza do mercado de classificação do rastreador em relação ao produto, está certamente a par com os outros e eu, pessoalmente, gosto da divisão telemóvel/desktop, especialmente após as novas atualizações telemóvel.

 

3. Site Explorer

O Site Explorer é onde vai gastar a maior parte do seu tempo. Esta é a ferramenta mais abrangente do Ahrefs e oferece uma visão profunda do conteúdo principal de um site, backlinks, etc.​

Vamos ver o que todo o Site Explorer tem para oferecer.

Painel de Controlo

O painel de controlo mostra os dados sobre um site num só relance. Verá a sua classificação de domínio (que é a versão Ahrefs da DA), o número de backlinks e os domínios de referência, etc.

Isto é particularmente útil para analisar rapidamente os concorrentes. Por exemplo, pode analisar o crescimento em backlinks e tráfego orgânico de um concorrente ao longo do tempo.

O crescimento limitado em backlinks e tráfego mostra um concorrente que não promoveu ativamente o site durante algum tempo. É uma grande oportunidade para atacar e dominar o mercado.

Se andar para baixo na página, vai encontrar uma infinidade de informações úteis, tais como:

  • ​O número e os tipos de backlinks apontando para o website
  • A velocidade de crescimento do link na ligação de domínios raiz e páginas únicas
  • A sua classificação estimada de URL e domínio.
  • Uma estimativa do tráfego orgânico e do crescimento do tráfego orgânico do site
  • Uma lista dos 5 principais conteúdos em links e partilhas
  • Um mapa da distribuição CTLD (domínios de topo do país) dos links apontando para o site
  • A cloud of anchor text com utilização %
  • A distribuição da classificação de URL dos links apontando para aquele site

e mais…

Normalmente não utiliza os dados desta página a não ser para ter uma ideia rápida da posição do site que está a analisar em relação a SEO, conteúdo, etc.

Se está a fazer uma análise rápida para clientes ao telefone ou apenas a procurar concorrentes dignos de análise, esta é a visão que utilizará para fazer o seu próprio julgamento sobre a situação geral do site.​

Top Pages

​A função das páginas de topo, como o nome indica, permite-lhe visualizar as melhores páginas num determinado domínio com base nos backlinks e nas métricas sociais.

Este resultado é mostrado nas páginas de topo do site. Pode ordenar os resultados por métricas sociais ou blacklinks.

Esta funcionalidade permite-lhe compreender como um determinado concorrente cria a maior parte dos seus backlinks e para que tipo de conteúdo (assim pode replicar ou inspirar-se nele).

Eu utilizo este recurso principalmente para o nosso Skyscraper funnel e para arranjar conteúdo que sei que posso criar links com o fim de aumentar a nossa autoridade de domínio e pesquisar tráfego ao longo do tempo.​

Principais Páginas de Recarga

Esta secção rastreia um site e descobre as páginas que estão a ganhar a maior parte dos links neste momento.

Veja, o conteúdo geralmente não chama a atenção de forma linear. Funciona mais como explosões de links seguidos de períodos de calmaria.

A função das principais páginas de recarga permite-lhe identificar essas explosões sem as métricas históricas e links atravessados no caminho. Desta forma, consegue identificar o conteúdo que funciona para os seus concorrentes agora mesmo!​

A principal maneira de utilizar esta função é identificar conteúdo novo ou antigo no site do seu concorrente, que obtém aceitação devido a novidades ou artigos numa publicação grande e replicar em tempo oportuno, seguindo a mesma trajetória para obter links semelhantes.

É um ótimo complemento à ferramenta top pages mencionada anteriormente.​

Aqui está um vídeo meu usando o explorador de sites e links para engenharia reversa de um concorrente para moldar a estratégia da Authority Hacker:

Links

Esta função é que tornou o Ahrefs famoso e, para ser honesto, é também a maldição dele porque as pessoas não vão vê-lo senão como verificador de links (quando, de facto, é uma ótima alternativa para todos, como o Moz).

Pense nisso como o Open Site Explorer em esteroides. Também obtém toneladas de dados de novos links adquiridos por um site, o que é ótimo para detetar oportunidades. Além disso, existe uma ferramenta para desativar links – ótimo se obtiver muitos links ruins.

Vamos mergulhar em cada secção do explorador de links com mais detalhe.​

Ferramenta de Desativação

O Google recomenta oficialmente que limpe quaisquer ‘links ruins’ apontando para o seu site porque podem afetar negativamente os resultados das pesquisas. Se não conseguir remover os links você mesmo, o Google oferece uma maneira de desativar o link para que este não tenha impacto nos rankings do seu site.

Esta é uma tática avançada e deve ser usada com muito cuidado. De facto, o Google até apresenta um aviso na sua página de assistência ao Webmaster:

O Ahrefs oferece uma funcionalidade que lhe permite criar um ficheiro de desativação para carregar nas ferramentas do Webmaster.

Também mantém um guia dos links/domínios que desativou e não os mostrará nos resultados do gráfico de link para que possa ter uma visão precisa de como o Google encara o seu site.

​Desativar um link no Ahrefs é tão simples como selecionar um link e clicar no botão ‘Desativar URL’.

Se quiser fazê-lo em massa, também há uma maneira com o ‘Upload Disavowed Links’. Basta carregar um ficheiro de texto com os seus links e o Ahrefs assegurará que não causam nenhum impacto no seu SEO.

Filtrando Links

​O Ahrefs tem ferramentas bastante habilidosas para filtrar links em diferentes categorias, como mostrado:

A secção de links do Ahrefs permite que você dê e corte o perfil do link de qualquer site com base em critérios como:

  • ​Nofollow versus Dofollow
  • Redirecionamentos
  • Sitewide versus Not Sitewide
  • Links EDU / GOV
  • Links por tipo de plataforma (WordPress, forums etc…)
  • Links por idioma da página de ligação (nova funcionalidade)

Eu utilizo isto principalmente para aprofundar um perfil de link e descobrir quão valiosos são os links que realmente fazem a diferença para o site.

Links Novos/Perdidos

Esta secção vai dar-lhe uma lista dos links novos e dos recentemente perdidos. O Ahrefs é muito rigoroso com as opções de filtragem – pode encontrar links entre um período específico ou ordenar links obtidos na última semana, mês ou 60 dias.

Eu gosto de o utilizar para me conetar com pessoas que fazem link para nós e construir um relacionamento real assim como guardar links descartados quando possível.

  • Links novos:Se alguém gostou do nosso conteúdo o suficiente para se conetar connosco, é uma boa oportunidade para se conetar e construir um relacionamento para links repetidos, promoções cruzadas, etc. (verifique a nossa análise da Buzzstream para obter dicas de divulgação)
  • Links perdidos: As pessoas raramente falam disto, mas os links DO diminuem. Muitas vezes, um email rápido para notificar a pessoa que se ligou a si, corrigirá e manterá a sua ligação. Sugiro que verifique todos os meses e trate do assunto.

Aqui estão alguns modelos recomendados para os links novos e os links quebrados:

Links Novos

Caro(a) Senhor(a) [Nome]

Eu estava a navegar no meu site e reparei que você se ligou recentemente ao meu site.

Queria agradecer-lhe muito! É realmente fantástico e adoraria retribuir-lhe o favor algum dia. Diga-me como o posso ajudar:).

Cumprimentos,

[O Seu Nome]​

O objetivo do email é servir de chamariz para uma resposta e iniciar uma conversa. Nada mais. Da próxima vez, que tiver uma componente à qual eles possam ligar-se, estará numa boa posição para lhes pedir que o façam;).

Links Quebrados

Caro(a) Senhor(a) [Nome]

O meu nome é [O Seu Nome] e sou o editor principal de [o seu site.com].

Estou a enviar-lhe um email rápido para o informar de que um dos seus links/páginas do seu link/páginas desapareceu; no caso de querer corrigir a situação ([inserir url aqui]).

Espero que ajude!​

[O Seu Nome]​

O mesmo aqui, o objetivo é servir de chamariz para uma resposta ou, pelo menos, obter a correção do site para ter o seu link de volta. Quando eles respondem, você pode lançar mais links do seu domínio.

Links Quebrados

O Ahrefs faz um bom trabalho ao mostrar todos os links quebrados, inbound e outbound de um site.

Esta é outra grande oportunidade para construção de links. Se REALMENTE quer um link de um determinado site, basta encontrar links quebrados em páginas que poderiam hospedar links para o seu site e enviar um email ao editor informando-o de que encontrou links quebrados no site dele e, em seguida, lançar os seus links quando ele responder.

Aqui estão alguns modelos de email recomendados para isso:​

Email 1​ – Isca

Caro(a) Senhor(a) [Nome]

Estava a navegar no seu site e encontrei vários links quebrados nalgumas páginas, está interessado em que os envie para si?

Cumprimentos,

[O Seu Nome]​

Estamos a lançar a isca para obter uma resposta.

Email 2 – Passo

Caro(a) Senhor(a) [Nome]

Claro, aqui estão os links quebrados que encontrei:​

  • ​[link 1] na [página 1]
  • [link 2] na [página 2]
  • [link 3] na [página 3]

Além disso, como estava a navegar pensei que talvez este recurso ([URL]) se adequasse a esta página ([URL]). Qual é a sua opinião?

[O Seu Nome]​

Ao mesmo tempo, backlinks quebrados no seu site são negativos do ponto de vista da experiência do usuário, por isso, removê-los também é uma boa ideia.​

4. Explorador de Conteúdo

O Explorador de Conteúdo do Ahrefs mostra o conteúdo mais partilhado do tópico. É quase como o Buzzsumo (que analisámos anteriormente) e uma ótima maneira de apresentar ideias de conteúdo.​

Existem três formas de utilizar o Explorador de Conteúdo:

  • Encontrar novas ideias de conteúdo:Procure a sua palavra-chave alvo para encontrar a maioria dos conteúdos compartilhados. Utilize estes dados para um debate de ideias de conteúdo semelhante.
  • Encontre compartilhadores e influenciadores:O Ahrefs irá mostrar-lhe todos os que compartilharam um conteúdo no Twitter. Pode usar essa informação para criar uma lista de influenciadores e compartilhadores para os quais pode tuitar o seu conteúdo na esperança de novas compartilhas.
  • Encontre conteúdo para compartilhar: Conteúdo relevante e de alta qualidade nas redes sociais é uma forma de se estabelecer a si próprio como líder de pensamento. Utilize o explorador de conteúdo para encontrar conteúdo novo e popular para compartilhar nas redes socias. Se o combinar com o Sniply pode até tornar-se numa boa maneira de gerar tráfego para o seu negócio online.

Vejamos todos os recursos do Explorador de Conteúdo que o irão ajudar a fazer o que foi mencionado acima.

Pesquisa

Será o seu pão e manteiga – digite uma query geral e o Ahrefs mostrará o conteúdo mais popular para ela.

Pesquisa Avançada

A opção de Pesquisa Avançada é muito parecida com o Google – pode usar um monte de operadores para tornar as suas pesquisas mais exatas.

Muito útil se quiser conteúdo de um tópico específico. Por exemplo, se eu quiser conteúdo sobre “marketing de conteúdo” que não mencione SEO, posso fazer algo como:

  • “marketing de conteúdo” -seo

Filtragem

Eu realmente crio as opções de filtragem, particularmente a capacidade de filtrar resultados com base num intervalo de datas específico.

É especialmente útil se está à procura de fazer algum “newsjacking”. Cavalgando na onda de notícias virais, agora.

Pode identificar um tópico sobre o qual toda a gente fala no Facebook ou no Twitter, criar um artigo pequeno com base nisso, às vezes apenas incorporando um vídeo falando sobre isso e depois utilize as suas redes sociais para o gerar por tráfego e compartilhamento.

Também funciona muito bem juntamente com o Sniply para gerar cliques no site.​

Encontrar Compartilhadores

Este é um dos recursos mais úteis do Explorador de Conteúdos. Clique no botão ‘Ver’ no ícone do Twitter para qualquer link e verá uma lista de pessoas que o compartilharam.

Também pode ordenar os compartilhadores pelo seu rácio de retuítes. Um rácio elevado significa que são mais propensos a retuitar os seus links.

Existem três maneiras de usar este recurso:

  • Encontre pessoas para seguir: No nosso guia do Twitter, falámos sobre o quão importante é seguir as pessoas alvo. Uma forma de o fazer é encontrar pessoas que tenham compartilhado conteúdo semelhante num tópico semelhante ao seu.
  • Pesquisa demográfica: Se navegar nalguns perfis de compartilhadores, terá uma ideia do tipo de pessoas que compartilham conteúdo como o seu. É subjetivo, mas é útil quando está a tentar ter alguma informação sobre o seu público-alvo.
  • Obtenha retuítes: Encontre pessoas que retuitam fortemente e, em seguida, peça-lhes um retuíte via email, DM ou tuíte. Se o seu conteúdo for bom, ficará surpreendido com a quantidade de pessoas que ficarão felizes por colaborar.

Aqui está o que eu tuitaria para alguém que encontrei a tuitar no meu conteúdo:

Ei @name, acabei de lançar esta peça no x, penso que se vai divertir: [URL], sinta-se livre para compartilhar, se gostar:).

O principal problema com este recurso é que depende dos tuítes recentes e, como resultado, só mostra as pessoas que compartilharam o conteúdo nos últimos tempos.

Isso significa que, se o seu conteúdo sobre engenharia reversa for mais antigo, provavelmente não encontrará muitos influenciadores.

Gostaria que o Ahrefs gravasse estas pessoas e as mostrasse historicamente em vez de fazer uma simples chamada API *piscar desenvolvedores do Ahrefs*, o que tornaria as funções muito mais úteis.​

Resposta do Ahrefs

Depois de falar com o Tim do Ahrefs, este explicou-me que armazenar aqueles dados era contra os termos de serviço do Twitter e, por esta razão, não está a ser feito. No entanto, eles estão a trabalhar numa solução alternativa que parece ser igualmente boa, fique atento ao blogue para saber quando for lançado :)​

Discussão de Análise de Conteúdo

Este é um dos meus preferidos sobre esta ferramenta – a capacidade de ver o desempenho do conteúdo de relance, ao longo do tempo.

Pressione a seta no extremo direito de um link e verá um ecrã que mostra o número de domínios/páginas ao longo do tempo, os backlinks exatos, o número de compartilhamentos e todas as palavras-chave classificadas, para além da evolução ao longo do tempo.

É uma ótima maneira de ver se um pedaço de conteúdo fortemente compartilhado está a ir bem no SERP também. Forte tráfego orgânico + backlinks significa que deveria criar mais conteúdo daquele tipo no seu próprio site para aumentar a sua autoridade.

Como Usamos o Explorador de Conteúdo para Encontrar Ideias de Conteúdo

O Explorador de Conteúdo do Ahrefs versus vs. BuzzSumo

​O Explorador de Conteúdo do Ahrefs é muito parecido com o Buzzsumo – ambos lhe mostram conteúdo de topo para um tópico, os seus compartilhadores e dão-lhe a possibilidade de filtrar os resultados.

A questão óbvia é a seguinte: qual deles merece o seu dinheiro?

Ahrefs

  • $179/mês pelo ahrefs standard (cerca de 153,75 €)
  • Oferece dados de backlink sobre os dados sociais
  • Melhores gráficos de desempenho da evolução temporal
  • Consultas de classificação de conteúdo no Google
  • O resto das ferramentas Ahrefs

Buzzsumo

  • $99/mês pelo pro plan (cerca de 85,03 €)
  • Permite dividir os tipos de conteúdo (infográficos, postagens de convidados, vídeos etc)
  • Apresenta melhores dados do influenciador
  • Pode interagir com o Twitter (seguir, tweet etc) diretamente da app.

A principal diferença aqui é que o explorador de conteúdo é apenas uma das ferramentas que o Ahrefs oferece enquanto é todo o produto do Buzzsumo.

Uma coisa que eu realmente sinto falta no Buzzsumo é a divisão dos tipos de conteúdo (Infográficos, videos etc) mas pode fazê-lo em consultas avançadas.

No geral, dada a diferença de preço, as incríveis ferramentas SEO e a utilidade em geral, o Ahrefs ganha o meu dinheiro neste enfrentamento.​

5. Explorador de Posições

O Explorador de Posições fornece uma visão sobre palavras-chave e rankings orgânicos de um domínio. Digite um domínio na caixa de pesquisa e vai ver uma análise detalhada dos principais concorrentes, páginas, conteúdo e crescimento em rankings/palavras-chave ao longo do tempo.​

Este é um recurso muito bom, ao qual você vai voltar algumas vezes para debater ideias de palavras-chave e identificar oportunidades. Vejamos com mais detalhe.​

Painel de Controlo

​Este é o ecrã que o vai receber ao digitar um domínio na caixa de pesquisa.

Obterá uma estimativa do número de palavras-chave orgânicas que o domínio classifica e do tráfego mensal dessas palavras-chave. Também verá os principais concorrentes, páginas, o crescimento nos rankings orgânicos e um heatmap (mapa de calor) do SERP do domínio.

É particularmente interessante observar este gráfico para entender, como um todo, se a estratégia de conteúdo de um determinado site está ou não a funcionar.

Se estiver, inspire-se; se não estiver, afaste-se.​

Páginas de Topo

Ao clicar no link ‘Páginas de Topo’ no painel esquerdo, verá as páginas com melhor classificação do site no que se refere a tráfego ou número de palavas-chave de classificação orgânica.

Esta é uma boa maneira para descobrir que tipo de conteúdo realmente se classifica em SERP e debater algumas ideias de conteúdo.

Por exemplo, a nossa postagem dos 23 melhores blogueiros de todos os tempos é uma das páginas com melhor desempenho deste site. Se você for um concorrente, gostaria de criar conteúdo num tópico semelhante para tentar superar o AH.

Esta opção é surpreendente porque leva em conta as palavras-chave de cauda longa.

Muitas páginas obterão a maior parte do seu tráfego a partir de palavras-chave de cauda longa e a maioria das ferramentas de engenharia reversa passarão por completo sem serem notadas essas páginas porque reportam ao nível de palavra-chave.

O facto de serem agregados ao nível da página permite que você descubra facilmente estas palavras-chave de cauda longa e ser mais esperto com o seu conteúdo.​

Aqui está um vídeo que eu produzi recentemente para o Ahrefs que mostra como utilizamos esta função para debater muito do nosso conteúdo.

Mudanças Recentes

Esta ferramenta vai mostrar-lhe mudanças recentes nos SERP para o conteúdo do site. Verá as palavras-chave para as quais o site ganhou classificações e para onde perdeu tráfego orgânico.

Eu utilizo este recurso essencialmente para rastrear os nossos próprios sites e conhecer o seu desempenho diário sem ter de adicionar todas as palavras-chave de cauda longa ao rastreador.

PPC (Pague por clique)

Quer saber que palavra-chave é realmente lucrativa para um website? Simples: verifique que palavras-chave está realmente a anunciar.

Esta ferramenta permite que você faça exatamente isso – mostra-lhe uma lista de palavras-chave que um site anuncia no Google, juntamente com as páginas de topo do site e uma seleção de anúncios.

Use este dado para encontrar palavras-chave lucrativas.

Por exemplo: o Airbnb tem anúncios para palavras-chave como ‘apartamentos para arrendar em Dublin’ e ‘curto fim de semana relaxante no estrangeiro’.

Se eu fosse um concorrente do Airbnb, criaria conteúdo para estas palavras-chave para desviar algum tráfego orgânico.

Além disso, esta ferramenta também lhe permite detetar a cópia do anúncio e o URL da página de destino. Perfeito para um concorrente Adwords de engenharia reversa e trazer às costas os milhares de dólares que o seu concorrente certamente gastou otimizando as campanhas.​

Position Explorer do Ahrefs vs. SEMRush

O Positions Explorer é muito semelhante aos recursos que o SEMRush oferece.

Obviamente, você está a perguntar: qual deles devo escolher?

Vamos verificar:​

Ahrefs

  • Começa com $99/mês (cerca de 85,28 €)
  • Os melhores dados de backlink
  • Nenhum rastreio no site
  • Encontra até 3x mais palavras-chave do que o SEMrush
  • Atualizações de Ranking Diárias

SEMRush

  • Começa com $99/mês (cerca de 85,28 €)
  • Dados de backlink terríveis
  • Auditoria do site decente
  • Ferramentas PPC (pague por clique) exclusivas

No global, pelo mesmo preço em 2017, o Ahrefs é um melhor negócio. As ferramentas parecem mais elaboradas, os dados são mais extensos na maior parte dos casos e, a menos que precise de algumas das ferramentas PPC do SEMRush que o Ahrefs não possui, ficará melhor servido com o conjunto de ferramentas Ahrefs.

Veja a nossa Análise SEMRush completa para ter uma ideia profunda do pacote de ferramentas.​

Explorador de Palavras-chave Ahrefs

O Explorador de Palavras-chave foi uma das ferramentas menos utilizadas do Ahrefs Suite em 2016, mas com a versão recente do Palavras-chave Explorer 2.0, muito tem mudado.

Como eles legitimamente o disseram, adicionar alguns recursos novos aqui, não iria adiantar nada, Precisavam de voltar ao painel de design e criar, desde o início, uma ferramenta de pesquisa final de palavras-chave.

O Ahrefs já é considerado uma arma de marketing indispensável pela maioria dos SEO de alto nível e comerciantes online. Presentemente, eles afirmam ter construído “a melhor ferramenta de pesquisa de palavras-chave no ramo.”

Bem, Ahrefs, nós seremos os juízes.

Obtenha Mais Sugestões com Palavras-chave de Semente Múltipla

Assim como com qualquer ferramenta de pesquisa de palavras-chave, você precisará de dar ao Explorador de Palavras-chave do Ahrefs algumas palavras-chave semente para trabalhar.

O Ahrefs transporta múltiplas palavras-chave semente para um novo nível e permite-lhe inserir até 10 palavras-chave semente de uma vez.

Depois de executar a pesquisa, será levado para um ecrã de síntese.

È aqui que verá uma série de dados especificamente para as suas palavras-chave semente.

Quer ver sugestões de palavras-chave?

Vai precisar de clicar numa das opções por baixo de “ideias de palavras-chave” para exibir sugestões.

Penso que fazia mais sentido que o Explorador de Palavras-chave saltasse diretamente para as ideias de palavras-chave a partir da pesquisa, em vez da síntese. É a minha opinião.

A propósito, estas opções também são úteis.

Em vez de mostrar TODAS as sugestões, pode escolher entre 4 categorias que, basicamente, atuam como diferentes opções de pesquisa, semelhante ao que encontrámos no KW Finder.

Veja como funciona:

  • “Correspondência de frase”só dá sugestões que contêm as suas palavras-chave semente exatamente como elas são.
  • “Ter os mesmos termos” só dá sugestões que contêm as suas palavras-chave semente em qualquer ordem.
  • “Também classificação para”só dá sugestões de palavras-chave que os outros sites classificam (top 10) baseados nas suas palavras-chave semente.
  • “Sugestões de pesquisa”só mostra sugestões de palavras-chave geradas a partir do recurso de solicitação automática do Google.

Agora, a próxima parte destaca o grande tamanho da base de dados de palavras-chave do Ahrefs.

Se eu clicar para mostrar todas as ideias de palavras-chave, recebo de volta 34.859 sugestões em relação a apenas 3 palavras-chave semente.

De facto, o novo Explorador de Palavras-chave Ahrefs contém aproximadamente 3,1 mil milhões de palavras-chave, o que é 10x mais do que a versão anterior.

Isto é gigantesco.

Eu digitei as mesmas palavras-chave semente em algumas outras ferramentas de pesquisa de palavras-chave para comparar o número de sugestões que recebi.

Keyword Research ToolSuggestions
Ahrefs Keywords Explorer34.859
Long Tail Platinum Cloud2.706
KW Finder200 ou 700

Não só o Explorador de Palavras-chave devolve mais resultados do que qualquer outra ferramenta que testei, mas também superou o seu concorrente mais próximo (LTP Cloud) em mais de 12x.

Realmente não se consegue argumentar com estes números.

Encontrando as Palavras-chave “Pepitas de Ouro”

Já estabelecemos que o Explorador de Palavras-chave é alimentado por uma base de dados monstruosa. Isso é ótimo.

Mas, por mais impressionante que seja, ainda não é o fator definitivo para qualquer ferramenta de pesquisa de palavras-chave. Afinal, não é sobre o tamanho. É sobre o que se pode fazer com ele.

Amirite?

Mas, realmente não faz sentido ter uma quantidade infinita de dados se não os conseguir filtrar corretamente para encontrar as verdadeiras pepitas de ouro. Aquelas palavras-chave suculentas que garantem trazer inundações de tráfego ao seu site.

Então, vamos falar sobre filtragem.

Uma grande filtragem realmente resume-se à disponibilidade e precisão de determinadas métricas. Quanto mais dados tiver de trabalhar, mais eficazmente pode filtrar grandes quantidades de sugestões de palavras-chave.

O Explorador de Palavras-chave permite filtrar com base em todas as métricas usuais, incluindo o volume de pesquisa mensal, CPC, e agora a pontuação de dificuldade de palavra-chave padrão.

Vamos começar pelo óbvio. Volume de pesquisa.

Ficará satisfeito por saber que o Ahrefs usa dados de clique para reportar volumes de pesquisa precisos, para que você possa filtrar facilmente baseado em pesquisas e permanecer completamente inalterado pelas recentes mudanças no Google.

Mas sejamos honestos.

Não esperamos menos de uma ferramenta que começa a $99 (cerca de 85,28 €) por mês. Não é aqui que o Ahrefs ganha os seus emblemas.

Dando um passo adiante, pode filtrar por métricas adicionais que, tanto quanto sei, são exclusivas do Explorador de Palavras-chave.

O primeiro é CPS, ou Clicks Per Search (Clique por Pesquisa).

Esta métrica indica quantos resultados as pessoas tendem a clicar para um determinado termo de pesquisa, e isso diz muito sobre o potencial de tráfego.

Essencialmente, um CPS mais elevado significa que terá mais exposição nas posições mais baixas na página 1 do Google, porque as pessoas estão a clicar em mais resultados para encontrar uma resposta.

Então por exemplo, posso filtrar qualquer sugestão com um CPS menor do que “1.1”.

E agora tenho somente 125 palavras-chave, mas sei que elas obtêm mais do que um clique em média, o que significa que têm um potencial de tráfego mais elevado.

Em seguida, temos o RR, ou Return Rate (Taxa de Retorno)

Esta métrica é uma indicação relativa de quantas vezes as pessoas executam exatamente a mesma pesquisa ao longo de um mês. Uma pontuação de 1 significa que eles nunca procuraram novamente e uma pontuação de 2 significa que procuram com bastante frequência.

Vejamos o exemplo acima.

Se procurar um plano de refeições, é provável que fique com ele sem ter de procurar outro durante algum tempo. Mas se estiver a medir o seu IMC (índice de massa corporal), este poderia ser um termo de pesquisa bastante frequente.

Faz sentido, certo?

Eu sei que a escala em si é um pouco confusa e, provavelmente, melhor medida em relação às suas outras sugestões de palavras-chave. Mas de qualquer forma é uma visão útil e que você não obtém com outras ferramentas de pesquisa de palavras-chave.

Estas, não são exatamente adições revolucionárias. Mas são os tipos de avanços que levam a pesquisa de palavras-chave mais profundamente do que apenas a pesquisa de volume e a dificuldade de palavras-chave.

É ótimo ver as empresas neste espaço que ainda estão impulsionando a inovação no que, em última instância, se tornou um mercado de imitadores.

Os Benefícios das Métricas Cached & Advanced

Já deve ter reparado que algumas das métricas avançadas no Explorador de Palavras-chave estão ocultas, por defeito. Pelo menos, parecem estar ocultas.

Na realidade, o Ahrefs usa dados em cache para otimizar a velocidade e evitar que os usuários coloquem uma pressão desnecessária nos recursos. Por outras palavras, a maioria dos dados estão lá e também são totalmente filtráveis…simplesmente não estão atualizados.

Por exemplo, embora os “Cliques” estejam ocultos, ainda posso filtrar com base nesses dados.

E isto está a funcionar com os dados em cache.

Dado o elevado número de resultados obtidos com esta ferramenta e os altos custos envolvidos na coleta deste nível de dados, é compreensível. Além disso, o cache ainda tem apenas alguns dias, na maioria dos casos.

Para solicitar uma atualização, basta clicar no botão “Obter métricas” ao lado de cada palavra-chave individual ou verificar várias palavras-chave para fazer em lotes.

Demorará alguns segundos ou minutos a atualizar, dependendo do número de palavras-chave selecionadas. Considerando a quantidade de dados envolvidos, penso que é um tempo razoável.

Uma vez terminado, ele irá apresentar os dados avançados e fornecer uma pontuação de dificuldade de palavras-chave atualizadas.

Contudo, tudo isto TEM um custo.

Dependendo do seu plano, terá um número limitado de “créditos”, que lhe permitem extrair as métricas avançadas.

Se ficar sem créditos, ainda poderá utilizar o Explorador de Palavras-chave mas estará limitado às dificuldades de palavras-chave em cache e aos volumes de pesquisa.

Mas como eu disse, os dados em cache não se encontram muito desatualizados.

As Pontuações de Dificuldade de Palavras-chave mais Confiáveis

É difícil analisar uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave nos dias de hoje, sem dedicar uma secção inteira a dificuldades de palavras-chave.

É um tema tão vasto porque muitos confiam nisso para os orientar com as suas pesquisas. E algumas pessoas limitam a sua estratégia de pesquisa de palavras-chave em torno desta métrica única.

Qual a qualidade de funcionamento da pontuação de dificuldade da palavra-chave no Explorador de Palavras-chave?

Bem, Perrin realmente escreveu uma postagem inteira comparando a confiabilidades destas pontuações nas várias ferramentas de pesquisa de palavras-chave. Obviamente, o Ahrefs Keywords Explorer foi incluído.

Em qualquer caso, abordarei aqui alguns dos principais pontos.

A dificuldade das palavras-chave é mostrada ao lado de cada uma das suas sugestões de palavras-chave, a maioria das quais será em cache. (se estiver acinzentada, estará em cache; se estiver colorida, está atualizada).

Como mencionei anteriormente, o cache tem apenas alguns dias, na maioria dos casos, por isso, é muito confiável.

Agora, é importante entender que o Ahrefs calcula a dificuldade de palavras-chave puramente baseado no uso de dados de backlink. Mais especificamente, o número médio de domínios referentes na primeira página do Google.

É assim que tudo se correlaciona com a pontuação de dificuldade de palavra-chave:

O que você vai notar imediatamente é que ele funciona com uma escala exponencial. Não é equilibrado. Então, mesmo que vá de 0 a 100, uma pontuação de 50 não indica um nível de dificuldade médio.

E como pode imaginar, estas pontuações acabam por ser muito diferentes devido à forma como são calculadas noutras ferramentas de pesquisa de palavras-chave.

De facto, corremos novamente as mesmas palavras-chave através de várias ferramentas para lhe mostrar o resultado:

Keyword Research Tool“Bicep Curl”“Bench Press””Barbell Squats”
Ahrefs Keywords Explorer244432
Long Tail Platinum Cloud515045
KW Finder514832

Verifica-se alguma correlação entre LTP Cloud e KW Finder.

Observando o Ahrefs no conjunto, começa a ter uma verdadeira sensação de como se encontra desconetado no que se refere à dificuldade de palavras-chave. E pode pensar que é algo negativo – mas não é.

Apesar do Ahrefs se afastar mais do conjunto, pensamos que ele é a ferramenta mais precisa para a determinação das dificuldades de palavras-chave nos nossos testes.

Se houvesse alguma coisa a faltar, teria de ser uma recomendação de dificuldade personalizada baseada na força do seu site. Como o que obtém com o Long Tail Platinum Cloud:

Na verdade, eles já estão a trabalhar em algo semelhante. Então, veja este espaço.

Classificação para Palavras-chave Extra sem Criar mais Conteúdo

O Tópico Pai é um novo recurso útil que emula algumas das funcionalidades do Ahrefs Site Explorers.

…ou mais especificamente, a análise “Top Pages”.

À medida que o Google fica mais inteligente, o SEO tornou-se menos sobre classificação para palavras-chave individuais e mais sobre classificação para tópicos, como um todo.

Não há muito tempo, você seria tentado a escrever um artigo para cada frase de palavras-chave, embora se refiram ao mesmo assunto.

Abordemos o 3º em baixo, “blogues com mais sucesso”.

Podíamos ter criado um artigo completamente separado para atingir aquela frase de palavras-chave, mas não foi preciso. Em vez disso, a postagem concentrou-se em exemplos da vida real dos blogues online mais bem-sucedidos porque fazia sentido.

E adivinhe? nós classificámos, de qualquer maneira.

É aqui que entra o “Tópico Pai”.

Permite que você analise um resultado de palavras-chave #1 no Google para ver como pode agrupar múltiplas palavras-chave sob um único artigo pai. Por outras palavras, ajuda-o a ter uma ideia de imagem maior, quando você se pode estar a espalhar.

(Para ver o tópico pai para cada uma das suas sugestões de palavras-chave, vai precisar primeiro de clicar no botão “Obter métricas”).

E é aqui que fica realmente interessante.

Quando identifica um tópico pai promissor, pode clicar no mesmo para encontrar uma mina de ouro de subtópicos potenciais.

Pense nisso…

Se você usasse estes dados para estruturar o seu conteúdo, podia classificar potencialmente DÚZIAS de frases de palavras-chave adicionais que de outra forma, podia ter perdido.

E isto é apenas a ponta do iceberg.

Se você realmente quiser aprofundar e descobrir milhares de palavras-chave LSI para polvilhar o seu conteúdo, vai precisar de mergulhar na análise “Also ranks for”.

Ao contrário do “Tópico Pai” que só olha para o ponto #1,esta pequena beleza tira dados de todos os 10 melhores resultados do Google.

É justo dizer que sou um grande fã de ambos estes recursos e posso vê-los a serem usados por muitos por SEO que estão a procurar obter mais quilometragem para o seu conteúdo.

E, sejamos honestos, quem não quer isso?

Compreender o Movimento SERP com História de Posições

Você vai gostar desta parte.

Com a História de Posições, o Explorador de Palavras-chave (mais uma vez) leva a pesquisa de palavras-chave mais além da pesquisa de volumes e pontuações de dificuldades de palavras-chave.

Com este recurso, pode ver exatamente como os 5 melhores resultados do Google se deslocaram ao longo do tempo para qualquer palavra-chave.

É fantástico, sem dúvida.

Mas como já referi, também é bastante útil.

Usando o Histórico de Posições, pode obter uma visão única do movimento SERP, que lhe diz o quão difícil pode ser penetrar nas 5 melhores posições.

Se vir uma tonelada de movimento (como na imagem acima), isso significa que o Google ainda está a tentar decifrar os melhores resultados. Uma boa oportunidade para você entrar com algum conteúdo assassino e garantir um lugar.

Reveja Facilmente a Concorrência SERP

Assim como a dificuldade de palavras-chave tem aumentado ao longo dos anos, é sempre uma boa ideia fazer uma revisão manual das suas palavras-chave.

Por isso, eu apenas quero identificar a força de uma determinada palavra-chave baseada em quem está a fazer o ranking na primeira página do Google.

Orrrrr… é o que acabámos de chamar Análise SERP.

Como é que o Explorador de Palavras-chave lida com isso?

Bem, para analisar uma sugestão de palavra-chave, primeiro terá de “Obter métricas” como vimos na última secção.

E isso leva-nos à análise SERP.

Se eu estivesse a ser exigente, diria que a interface poderia usar um toque de cor para facilitar a visão. Mas, como disse, estou apenas a ser exigente.

As principais colunas às quais vai querer prestar atenção – como destacado acima – são o Rank de Domínio, o Rank de URL, juntamente com as métricas do link do nível de página e de domínio.

Uma vez que o Ahrefs tem um índice tão abrangente, torna este tipo de análise bastante confiável.

Outra métrica útil aqui mostrada (e uma que você também obtém com algumas outras ferramentas de pesquisa), é o número de “palavras-chave” orgânicas para as quais uma página é classificada.

Isto ajuda-o a passar de uma pesquisa de palavras-chave tradicionais para uma abordagem baseada na concorrência com o clique de um botão.

Não lhe consigo dizer as vezes que tenho andado a investigar uma lista de palavras-chave e encontrado um concorrente realmente fraco com um ranking alto no SERP. É isto mesmo que eu precisava para através da engenharia reversa, reverter rapidamente o site deles completo.

Conclusão

O Ahrefs é a espinha dorsal das nossas operações SEO. Eu utilizo-o todos os dias para acompanhar os rankings do nosso site, debater ideias de conteúdo, efetuar pesquisa de palavras-chave e encontrar novas oportunidades de backlink. É a ‘faca do exército suíço’ do marketing e é quase indispensável aqui na AH.

Claro, a começar a $99/mês (cerca de 85,14 €), não é barato – mas o Ahrefs pode substituir várias ferramentas. Uma simples assinatura pode fazer o trabalho do Moz, SEMRush, Buzzsumo, Long Tail Pro e Rank Tracker juntos. Se tivesse de comprar todas estas ferramentas separadamente, você facilmente atingiria uma soma de mais de $300 (cerca de 258 €).

Do que eu mais gosto no Ahrefs é que a equipa está realmente dedicada a melhorar o produto. O Explorador de Palavras-chave foi reconstruído recentemente desde o início e voltou maior, melhor e mais forte do que qualquer outra ferramenta de pesquisa de palavras-chave que haja por aí.

E porque eu falo regularmente com a equipa deles de marketing, posso dizer que eles possuem algumas funcionalidades para apresentar brevemente (vou ter de rever esta análise nessa altura).

Então se quiser levar o marketing a sério, teria de gastar algum dinheiro numa assinatura Ahrefs. Este vai fazer com que você recupere o valor gasto – e mais – em poucas semanas se você agir de acordo com a informação que recebe.​

7. Comparação de Domínio & Relatório Batch

Com a Comparação de Domínio, pode comparar até 5 domínios um contra o outro.

Vai obter dados aprofundados sobre a classificação do domínio, seguidores, domínios de referência, backinks, etc.​

Use-o para ver como se encaixa na concorrência (uma vez cada 6 meses faça uma captura e compare ao longo do tempo).

​O Ahrefs também possui uma ferramenta de Análise Batch para reunir informações de uma lista de domínios. Basta inserir um lote de domínios ou URL e o Ahrefs vai-lhe mostrar as métricas do nível de domínio.

Eu utilizo-o extensivamente ao criar listas de concorrentes de pessoas na minha faixa de Classificação de Domínio para a engenharia reversa, mais tarde.​

8. Barra de Ferramentas SEO

Além do que está referido acima, o Ahrefs também possui a sua própria barra de ferramentas SEO para o Chrome e o Firefox. É como qualquer outra barra de ferramentas SEO que possa ter usado antes, exceto que utiliza os dados do Ahrefs.

Existem duas formas de obter dados de um site com a barra de ferramentas SEO:

  1. sobreposição SERP:Cada vez que pesquisa uma query no Google, verá as principais estatísticas sobre o URL nos resultados da pesquisa.

Muito útil para substituir ferramentas de dificuldade de palavras-chave. Só precisa de googlar e ver as métricas dos 10 melhores resultados para ter uma ideia de quão competitiva é a palavra-chave.

  1. Domínio/estatísticas do nível de página:Ao navegar na web, verá uma pequena barra no topo da página com estatísticas detalhadas sobre o URL. Isto inclui rating, backlinks, domínios de referência, compartilhamentos sociais e estatísticas do nível de domínio.​

Mude a barra de ferramentas quando estiver a fazer uma pesquisa de concorrente inicial. Vai poupar muito tempo em vez de ir para o Ahrefs.

Conclusão

O Ahrefs é a espinha dorsal das suas operações SEO. Utilizo-o todos os dias para acompanhar os rankings do nosso site, debater ideias de conteúdo e encontrar novas oportunidades de backlink. É a faca do exército suíço’ do marketing e é quase indispensável aqui na AH.

Claro, a começar a $99/mês (cerca de 85,14 €), não é barato e, para ser franco, muitas opções de que falámos nesta análise só custam $179/mês (cerca de 153,95 €), mas o Ahrefs pode substituir múltiplas ferramentas. Uma simples assinatura do Ahrefs pode fazer o trabalho do MozSEMRushBuzzsumo e Rank Tracker juntos. Se tivesse de comprar todas estas ferramentas separadamente, facilmente atingiria uma conta de mais de $300 (cerca de 258 €).

Do que eu mais gosto no Ahrefs é que a equipa está realmente dedicada a melhorar o produto. O Explorador de Palavras-chave e de Posições, por exemplo, foram acrescentados recentemente e são realmente tão bons como os seus concorrentes.

E porque eu falo regularmente com a equipa deles de marketing, posso dizer que eles possuem algumas funcionalidades para apresentar brevemente (vou ter de rever esta análise nessa altura).​

Então se quiser levar o marketing a sério, teria de gastar algum dinheiro numa assinatura Ahrefs. Este vai fazer com que você recupere o valor gasto – e mais – em poucas semanas se agir de acordo com a informação que recebe.​

Sumário
  • Eficácia

 

 

  • Preço

 

 

  • Fácil de usar

 

  • Apoio

 

 

Sumário

Se existir uma ferramenta de marketing verdadeiramente indispensável para a Autoridade Hacker, seria o Ahrefs. Um deve ter para qualquer comerciante de conteúdo sério ou SEO. A razão pela qual só damos 4 estrelas é por causa do preço.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comments

Deixe uma resposta

Loading…

Loading…

Comments

comments

Mailchimp+vs+Aweber

AWeber versus Mailchimp: O Grande Debate de Marketing por Email

Chatfuel Italiano tutorial

Como desenvolver um chatbot para o Facebook Messenger com Chatfuel