Como encontrar trechos favoritos do google usando o SEMrush e o Google Search Console (GSC)

Semrush-Rich-Snippets

Se você é um grande editor, pode estar perguntando a si mesmo se – e como – os trechos apresentados estão a afetar o seu tráfego de pesquisa orgânico. O colunista Glenn Gabe explica o seu processo para identificar e medir o impacto destas respostas diretas nos resultados de pesquisa.

A tendência é clara: o Google está a fornecer mais e  mais respostas diretamente nos resultados da pesquisa (SERP). As respostas nos SERP vêm de muitas formas, e algumas fornecem conteúdo proveniente de um website, juntamente com um link para encontrar mais informação. Estes são chamados snippets destacados, como Gary IIIyes do Google explicou recentemente.

Por exemplo, aqui está um snippet destacado do website do Bose:

Muitas pessoas envolvidas no SEO têm emoções variadas sobre  snippets destacados. Eles podem ser valiosos para os usuários, e podem ajudar a criar credibilidade para os editores – mas também é assustador ver o seu conteúdo erguido e colocado diretamente nos SERP. Já vi algumas das minhas próprias postagens de blogue produzir textos em destaque e, posso dizer, que é uma experiência estranha. É excitante e assustador ao mesmo tempo.

Por exemplo, se você conseguir ganhar um trecho destacado, pode sobressair da multidão. E se o Google fornecer um link para o seu site para mais informação, aquele trecho pode render uma carga de tráfego segmentado. O lado negativo, é que se o Google simplesmente dá uma resposta sem um link ou atribuição, então você pode acabar por perder muito tráfego. Há uma linha fina entre os dois.

Como Podem os Editores Encontrar Snippets Destacados?

Como os snippets destacados se tornam mais proeminentes, recebi muitas questões sobre como os encontrar em websites específicos. Para sites maiores, em particular, pode ser difícil saber quando o Google está a fornecer uma resposta que foi exibida a partir do seu próprio conteúdo. Vamos enfrentá-lo, com dezenas de milhares de consultas (ou mais) direcionando o tráfego, pode não saber quais produzem trechos destacados apresentados no seu site.

Claro, IIIyes do Google disse que a empresa pode adicionar funcionalidade ao Google Search Console para ajudar os webmasters a medir snippets destacados — mas quem sabe quando (ou se) isso vai acontecer?

Você deve querer saber mais sobre os seus snippets destacados. Se conseguir perceber por que razão o seu conteúdo vem à tona no Google, tem uma melhor hipótese de replicar esse efeito. Dependendo da consulta em questão, um trecho destacado pode gerar muito tráfego direcionado para o seu site. E se esse tráfego está convertendo, então um grande volume de receita pode estar na linha. Eu vi isto em primeira mão com clientes.

Ferramentas para Encontrar Trechos Destacados

A abordagem que vou detalhar abaixo para trechos destacados à tona envolve o SEMrush e o Google Search Console (anteriormente chamado Google Webmaster Tools). Usando ambas as ferramentas em conjunto, pode descobrir que queries é que estão a produzir trechos destacados no seu site, que páginas de destino estão a vir à tona, e o impacto que os trechos destacados estão a ter. Vamos aprofundar.

Como Usar o SEMrush para Encontrar Trechos Destacados

Primeiro, vá para o SEMrush. É uma das minhas ferramentas favoritas para pesquisa de tendências de pesquisa orgânica para domínios, compreensão dos rankings para esse domínio, e visualização dos rankings ganhos ou perdidos. Depois de disparar o SEMrush, insira o nome do seu domínio no campo de pesquisa:

Em seguida, clique no link Posições em Pesquisa Orgânica. Vai listar todas as palavras-chave que o seu domínio classifica nos 20 melhores  (de acordo com o SEMrush).

Agora, queremos encontrar trechos destacados no Google para o nosso domínio. Trechos destacados geralmente aparecem nas consultas “como”, então comecemos por seguir esse caminho. Vamos filtrar todas as palavras-chave que levam ao seu site por “como” usando os filtros disponíveis no SEMrush.

Acima da lista de palavras-chave no relatório de posições, insira “como” sem aspas. Em seguida, pressione enter no seu teclado, ou clique na lupa para filtrar resultados. Agora verá todas palavras-chave “como” que levam ao seu site.

Uma vez que o Google geralmente puxa os trechos destacados das URL com rankings de topo, pode filtrar os seus resultados para mostrar os rankings apenas nos cinco melhores resultados. Para fazer isso, adicione outro filtro para posição inferior a seis (que fornecerá os cinco melhores rankings para o seu site « como ».

Agora, começa a diversão. O SEMrush fornece não só as palavras-chave, as páginas de destino e rankings por base de dados do país, mas também pode visualizar o SERP com base no mês e ano. Isso significa que pode começar a verificar queries para ver a imagem SERP para o seu site (para as palavras-chave em causa). Como pode adivinhar, também verá as respostas nos SERP, e pode ver se o seu site está a ser exibido.

Dependendo de quantas palavras-chave “como” o seu site classifica, pode levar algum tempo. Mas prometo que você vai adorar fazê-lo. Pode encontrar só um trecho destacado (ou vários) durante a sua pesquisa. Certifique-se de que documenta a palavra-chave e a página de destino para quaiquer trechos destacados que venham à tona durante a sua pesquisa.

Se encontrar alguns trechos destacados, vai querer aprofundar para compreender melhor a razão de ele estar a ser exibido. Além disso, vai querer verificar o impacto no tráfego nas páginas de destino que estão a ser exibidas nos trechos destacados. Isso leva-me ao Google Search Console (GSC).

Como usar o GSC para Ver o Impacto no Tráfego dos Trechos Destacados

Você deve ter uma lista de palavras-chave e páginas de destino baseadas na sua pesquisa SEMrush. Agora, ative o Google Search Console e aceda ao relatório do Search Analytics. Pode encontrá-lo nos relatórios de Tráfego de Pesquisa.

Pode começar por verificar o relatório de queries (que estará ativo por defeito). Certifique-se de que utiliza um horizonte temporal preciso baseado na sua pesquisa. Depois pode filtrar as queries para isolar palavras-chave específicas. Por exemplo, pode filtrar as queries neste relatório clicando no menu suspenso abaixo de dimensão de queries, clicando em “Filtrar queries,” e depois inserir uma palavra-chave que produz um trecho destacado.

Uma vez feito, verá tendências com base nas métricas selecionadas (cliques, impressões taxa de cliques e posição). Por defeito serão cliques, que é um lugar bom para começar. Pode visualizar até 90 dias de dados no GSC portanto, certifique-se de selecionar aquela opção para ver os 90 dias completos de tendências. Pode fazer isso clicando no menu suspenso abaixo de Dados e, em seguida, “Set Data Range” e, por ultimo, “Últimos 90 dias”.

Neste ponto, pode ver um pico nos últimos 90 dias. Se for assim, há uma boa chance do trecho destacado ser novo.

Se conseguir determinar a data em que o trecho destacado apareceu, então isole essa data e compare o período de tempo depois daquele ponto com o anterior. Por exemplo, se verificou uma alteração em 1 de junho, então a comparação dos prazos revelaria mudança nas impressões, tráfego, e assim por diante após 1 de junho em comparação com o período anterior a essa data.

Isto pode ajudá-lo a entender o impacto no tráfego de obter um trecho destacado. O GSC fornecerá totais por métrica (antes e depois) para que possa determinar rapidamente o impacto.

Também pode repetir este processo para as páginas de destino. Consegue isolar facilmente uma página de destino específica com base na sua pesquisa para identificar o impacto no tráfego de um trecho destacado. Basta clicar na dimensão Páginas, e depois filtrar por URL. Uma vez feito, pode visualizar tendências para o URL em questão (por cliques, impressões, etc.).

Nota: Se o trecho destacado não tiver aparecido nos últimos 90 dias, então pode verificar os relatórios do Google Analytics para essa página de destino para ver quando o tráfego parou. E então pode verificar os relatórios históricos no SEMrush para ver quando o trecho destacado começou a mostrar os SERP. Basta usar o menu suspenso no canto superior direito do SEMrush para escolher o mês e o ano que quer verificar. Então veja a imagem SERP da maneira como fizemos anteriormente para ver se o trecho destacado está presente.

Sumário: Encontre as suas Respostas Hoje & Expanda os seus Esforços

O impacto de ganhar um trecho destacado pode ser significativo, por isso, é importante compreender quando o seu domínio está a ceder a um (ou vários). Usando a abordagem acima detalhada, você pode obter uma visão forte das respostas que vêm à tona no seu domínio e o impacto no tráfego desses trechos destacados. Então, claro, pode tentar reproduzir esses efeitos.

Agora, esperemos que o Google continue a hiperligar aos nossos websites a partir dos trechos destacados… 🙂

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comments

Deixe uma resposta

Loading…

Loading…

Comments

comments

buzzsumo cos'è

O Guia Final para Usar o BuzzSumo para Pesquisa de Conteúdo

Semrush-Guest-blogging

Como Usar o SEMrush para Encontrar Oportunidades de Blogues Convidados